Genocídio brasileiro

Por Luiz Fernando Leal Padulla*

Não são “apenas” mais de 151.000 mortos

Eram vidas que se foram

Pais, mães, avós, filhos, filhas, netos…

Eram o amor de alguém

“Apenas” famílias destruídas, talquei?

Pessoas perdendo suas vidas

Mas “e daí?”

Vamos distrair, tirar o foco

Fazer lives com piadas

Enquanto isso, mais de 5 milhões de cidadãos se infectam

Afinal, você não é médico, talquei?

Mas é um genocida

Um ecocida

Que aproveita para passar a boiada com o apoio do gado

Pois é “Deus acima de todos”

E faMILÍCIA acima de tudo!

Queimem a Amazônia e o Pantanal

Destruam os biomas e vamos culpar o clima seco

Ou ainda, defender o “boi bombeiro”

Agradando a bancada ruralista

E o Agro (que mata, que é tóxico e que não é nada pop)

Fácil enganar a boiada, talquei?

Enquanto isso, seguimos defendendo as armas

A matança de pretos, pobres

Cortando ajuda aos mais necessitados

Vendo mais de 14 milhões de brasileiros e brasileiras passando fome

Em nome do crescimento econômico

Dinheiro, capital, lucro, sionismo…

Que valores temos?

O que nos torna humanos?

Com certeza falta-lhe amor

Caráter, honestidade, hombridade

Coisas que você não tem

Um ser abjeto, racista, repugnante, lesa-pátria

E daí? Não é mesmo?

*Professor, Biólogo, Doutor em Etologia, Mestre em Ciências, Especialista em Bioecologia e Conservação.

(Poesia publicada originalmente no canal “Toda Poesia”, em 06/11/2020, disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nhjybqv1JY4

Dados atualizados do Brasil  em 10/12/2020: 6.728.452 casos e 178.996 mortes)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s