Alma leve de um esquerdista

*Por Luiz Fernando Leal Padulla

Não sei se deveria comemorar as atuais revelações, mas confesso que estou muito mais leve e com a sensação de que estava certo.

As delações (com provas!) da JBS, associadas as demais, mostram que estive – junto com tantos outros – do lado certo da história. Mas não foi uma tarefa fácil. Muitos tentaram nos desmoralizar perante a sociedade e amigos; fui até mesmo ameaçado por certos pais cujos filhos poderão um dia ser meus alunos (“é bom saber que tipo de professor essa escola está empregando”).

Já havia escrito sobre essas ameaças fascistas (“Dialogando com um fascista“), mas hoje quero dizer que estou de alma leve!

Essa gentalha, que proferiu impropérios e baixarias, sumiram! Ou estão com vergonha, ou pagando o preço de tamanha desonestidade! No fundo, estão “caindo na real” de que foram manipulados e usados como massa de manobra. E isso deve doer. Ainda mais para aqueles sabichões que se achavam politizados ao serem assíduos leitores da Veja, Estadão, Folha, e telespectadores do Jornal Nacional e cia.

Deve ser difícil reconhecer que aquilo que dizíamos a respeito do GOLPE, está se provando. Sim, caro reaça, os “petistas”, “comunistas”, “vão para Cuba” bem que tentaram avisar…Os verdadeiros corruptos são aqueles que lutaram pelo “impeachment”, querendo moralidade e honestidade na política; os bandidos são os mesmos que nos acusaram e hoje estão sendo revelados! Lembram que eram todos Cunha? E o Aécio? José Serra e seus 23 milhões? Aloysio, Alexandre Moraes, Temer, Jucá (“estancar a sangria”), Moro da Apae…

Certas pessoas que aproveitaram de atos “Fora Dilma”, também tentaram me denegrir. Um tal vereador tucano em minha cidade, defensor da moralidade e que queria ser lembrado pela “política honesta e comprometida com a sociedade”, foi um deles (“Carta aberta a quem tenta me ofender“). Ao conseguir seu cargo na câmara do município, às custas dos votos de inocentes úteis/analfabetos políticos, o moralista do PSDB já foi alvo da Comissão de Ética justamente por nomear funcionário fantasma. Grande exemplo, não é mesmo?

Esse tipo de gente colhe o que planta – ou, como dizem, “aqui se faz, aqui se paga!”. Mas não pense que desejo o mal para eles. Pelo contrário. Meus pais sempre me educaram para ser um cidadão honesto e justo. Cedo ou tarde, acredito que a verdade sempre vem à tona e prevalecerá.

Alguns podem até falar na tal “lei do retorno”. Um exemplo disso é o tal vereador “moralista”. Após seu envolvimento com o funcionário fantasma, afastou-se do cargo por problemas psiquiátricos, após sumir por três dias com o carro da mãe e depois acabou sendo internado em uma clínica. Não comemoro a desgraça dos outros, muito menos desejo mal para essa criatura. No fundo, é um coitado! Um bebezão hipócrita, ignorante, refém de seu próprio partido político.

meche depressão

E assim a vida segue! Eu, e tantos companheir@s e camaradas de luta, de espírito leve e renovado, sempre em busca do ideal: a justiça social e o bem de nosso país!

Enquanto você, caro reaça, uma singela estrofe de uma música para ouvir em seu travesseiro: “meus heróis morreram de overdose…meus inimigos, estão no poder”. Bem que avisamos…

*Professor, Biólogo, Doutor em Etologia, Mestre em Ciências, Especialista em Bioecologia e Conservação.

Anúncios

2 comentários sobre “Alma leve de um esquerdista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s