Um vírus e o som: as causas da estupidez humana

*Por Luiz Fernando Leal Padulla

 

Estava escrevendo o post “Sociedade doente? Não” e comecei a divagar sobre a estupidez humana. Eis que fui remetido a um artigo publicado por mim em um jornal, falando exatamente sobre o chlorovírus ATCV-1, carinhosamente apelidado pelos cientistas como “o vírus da estupidez”.

Na ocasião da pesquisa, publicada na tradicional Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), foi descoberto que 43% das 92 pessoas analisadas, eram portadoras deste vírus. Um vírus aparentemente inofensivo, mas que é capaz de diminuir as conexões cerebrais e toda a plasticidade cerebral, afetando o aprendizado, a memória, e a parte cognitiva das pessoas. Bingo! Achamos uma possível explicação para aqueles “cidadãos do bem” que defendem a volta dos militares ao poder, assim como os revoltados que acreditam no PSDB e colocam toda a culpa no “petê”.

É claro que para alguns, é pura falta de informação e a manipulação em massa. Para esses casos, deixar de assistir a Globo, ler as revistas (sic) Veja, IstoÉ e os jornais (sic) Estadão, Folha de S. Paulo por exemplo, já ajudaria muito para o processo de desalienação. Paralelamente, aulas de história complementariam a real educação.

analfabeto-politico_direita-capitalismo

Outro estudo, publicado na revista Brain Research, completa a tentativa de entender o aumento dessa gente perturbada, ao fazer referência ao uso abusivo de som alto. Crianças e adolescentes, dos 6 aos 22 anos, quando expostos por 2 horas ou mais a som alto, apresentam danos irreversíveis em suas células cerebrais. E sabem quais áreas são afetadas? Justamente a da memória e dos mecanismos de aprendizagem – região do hipocampo.

A descoberta de um vírus que influencia o comportamento humano, assim como a atuação do som nas células cerebrais pode ser a salvação para a humanidade. Quem sabe daqui um tempo, estaremos vacinando pessoas contra essa nova ameaça à democracia: a ignorância política.

Em tempo: Para os outros casos, como o mau caratismo, que ainda atinge boa parte da sociedade, ainda não encontramos uma cura e solução!

*Professor, Biólogo, Doutor em Etologia, Mestre em Ciências, Especialista em Bioecologia e Conservação

 

Bibliografia

Algal virus found in humans, slows brain activity. Disponível em: http://www.sciencemag.org/news/2014/10/algal-virus-found-humans-slows-brain-activity

URAN, S.L. et al. 2012. Rat hippocampal alterations could underlie behavioral abnormalities induced by exposure to moderate noise levels. Brain Research, p. 1-12.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s