Estômago embrulhado

*Por Luiz Fernando Leal Padulla

Contrariando meu estômago, resolvi assistir a votação da fatídica e circense sessão de votação do impeachment na noite de segunda-feira.

Confesso que não foi fácil.

 É revoltante ver a postura desses deputados que, ao invés de se atentarem a discussão séria e imparcial do relatório, transformam o ambiente em um picadeiro e fizeram de tudo para aparecer nas câmaras com seus trajes fantasiosos e cartazes tendenciosos (com todo respeito aos verdadeiros e honrados palhaços, mas para esses deputados, só lhes faltaram o nariz vermelho).
Falou-se de tudo, menos da veracidade e real motivo da votação. Talvez de forma proposital, pois o tal relatório não se sustenta; não há fundamento jurídico algum.
Ninguém respeitava ninguém. Uma fala atropelava a outra. Disputavam no grito, tal como crianças no ensino primário.
Bizarrices que poderiam fazer parte do seriado “American Horror History: Freak Show”.
É ridículo ver opositores do Brasil entoarem o hino nacional, na cara lavada, empunhando a bandeira nacional, como se fossem verdadeiros seguidores da lei e incólumes políticos.
alx_comissao-_dilma-impeachment-20160411-0009_original
Enquanto cantavam, faziam selfies para se autopromoverem nas redes sociais e mostrarem que são “patriotas”. Mas realidade é outra: mais de 90% dos golpistas que votaram pela admissibilidade do relatório estão envolvidos na Operação Lava-Jato.
E quando se analisa os partidos, vê-se como são moralistas sem moral!
alx_comissao-_dilma-impeachment-20160411-0010_original
Corruptos tentando condenar uma presidenta legitimamente eleita, e que não pesa sobre a mesma um único crime de responsabilidade – motivo único que justificaria seu impedimento.
A começar pelo Eduardo Cunha, réu nos casos de corrupção e que preside e delibera as regras desta casa. O relator do processo na comissão? Seu amigo e aliado, Jovair Arantes. Era de se esperar outra decisão? Infelizmente não. Ainda mais quando deputados ignoram as leis e a própria Constituição para atender seus interesses próprios. Corruptos que visão seletiva.
images
Cunha e seu aliado, o relator do processo, Jovair Arantes (PTB). Crédito: diariodocentrodomundo.com.br
Como acreditar que esse é um processo legítimo e não político? Como desvincular a canalhice dos partidos de oposição que buscam um crime para justificar o injustificável impeachment?
Mas a luta não acabou. Domingo estaremos todos nas ruas, lutando pela DEMOCRACIA e pela verdadeira Justiça.
Não permitiremos que esse abuso seja aprovado. O povo mostrará resistência!
A cada dia, mais e mais cidadãos, independentes de seus partidos, estão percebendo a gravidade do momento político e aderindo às manifestações contrárias ao golpe. Intelectuais, juristas, atores, escritores e todas as frentes da sociedade se unem pela Democracia! Exemplo recente foi o Ato pela Democracia que ocorreu na Lapa, concomitantemente ao momento da votação.
images-cms-image-000491464
Crédito: brasil247.com
Como disse Wagner Moura, nossa democracia só está sendo atacada porque é jovem, frágil e não é plena. Eis o motivo de a defendermos nas ruas.
Uma ruptura neste momento, representará um retrocesso em todas as conquistas que tivemos desde então. Conquistas que vão desde nossa exclusão do mapa da pobreza (mais de 30 milhões de pessoas!) até a valorização e inclusão social de pobres, negros, índios.
Por isso, devemos sim ir às ruas neste final de semana, lutar pelo Brasil, por nossa democracia e para dizer em alto e bom som: NÃO VAI TER GOLPE!
Em tempo: como todos sabem, há grande interesse no impedimento de Dilma para que as investigações contra a corrupção sejam encerradas, uma vez que estão se aproximando dos partidos justamente de oposição (PSDB, DEM, PMDB).
*Professor, Doutor em Etologia, Mestre em Ciências
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s