Carta aberta à CNBB

Reproduzo abaixo o e-mail que enviei à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em relação à fatídica fala do bispo Dom Darci Nicili que, em referência a fala do ex-presidente Lula, que havia se comparado a uma jararaca após a ação coercitiva da Polícia Federal, incitou o ódio à população dizendo “Peço, meu irmão e minha irmã, a graça de pisar a cabeça da serpente. De todas as víboras que existem e persistem em nossas vidas (…). Daqueles que se autodenominam jararacas. Pisar a cabeça da serpente. Vencer o mal pelo bem, por Cristo nosso Senhor”.

Lastimável que esse sujeito (não me referirei ao mesmo com o devido respeito que os bispos merecem, pois me senti afrontado por sua fala) use de seu posto católico/cristão, colocando o nome de Deus em vão, em troca de interesses políticos.

A foto que se segue, exime de maiores comentários e justificaria sua atitude inconsequente e irracional:

BISPO-DE-APARECIDA diariodocentrodomundo com br
Dom Darci Nicili, entre os inimputáveis e “santos”, Aécio Neves e Geraldo Alckimin.                  Crédito: diariodocentrodomundo.com.br

Prezados Senhores ,

Infelizmente assisti recentemente a declaração fatídica do bispo Dom Darci Nicili, ao promover o ódio contra o ex-presidente Lula. Sua fala irônica foi compreendida – e para bom entendedor, bastou.

Escrevo a todos para demonstrar meu repúdio às colocações infelizes desse senhor. Tenho certeza, pelo convívio de amigos e conhecidos, que a revolta é geral. A militância e segmentos da esquerda estão igualmente ofendidas. 

É lamentável que, enquanto temos a figura exemplar do Papa Francisco promovendo a união dos povos e o respeito à democracia, eis que surge uma criatura dessas e promove o mal e o rompimento democrático. 

Sua fala irônica, não condiz em nada com as conquistas que governos progressistas do PT, na figura de Lula e Dilma, obtiveram ao Brasil, tirando milhares da pobreza, por exemplo. A Igreja Católica deveria ser muito grata, pois foi igualmente favorecida na luta pela desigualdade social.

O tempo é de promover a união, e competiria à Igreja e seus representantes, intermediarem e auxiliarem no acalmar dos ânimos. Em troca disso, só acirraram os mesmos. Um verdadeiro desserviço, que nos remete justamente ao período em que apoiaram à Ditadura.

Não adianta depois, a própria CNBB lamentar pela perda de fiéis e ver um levante popular. São atitudes parciais e irresponsáveis como essa que afastam cristão/católicos dessa religião.

Espero, sinceramente, que algum atitude seja tomada em relação a este senhor, que a partir de agora, não terá mais meu respeito e consideração.

Atenciosamente,

Prof. Luiz Fernando Leal Padulla”

 

A quem interessar, e quiser igualmente expressar sua indignação, segue relação dos emails da CNBB:

subsecgeral@cnbb.org.br
subpastoral@cnbb.org.br
economo@cnbb.org.br
imprensa@cnbb.org.br
cf@cnbb.org.br
politica@cnbb.org.br
consultorcanonico@cnbb.org.br
diretorec@cnbb.org.br
diretoreditorial@cnbb.org.br
inp@cnbb.org.br

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s